Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Viva o PT

O PT ainda vive e está forte mesmo diante do ataque serrado de uma elite e setores da grande imprensa covardes, pois não apresentam suas caras e nem suas ideias de forma transparente, e também preconceituosas ao não aceitarem o projeto dos trabalhadores em curso e ainda acharem que o Brasil foi feito para poucos
Por Alencar Santana Braga
viva-o-pt
O projeto político construído por muitos trabalhadores, estudantes, intelectuais, líderes sindicais, de movimentos populares e religiosos, enfim, construído por todos aqueles que desejam um mundo mais fraterno, de liberdade, de igualdade e justiça social ainda está vivo e, muito, transformará nosso país. Nossa missão ainda não terminou. Apenas começou.
O PT ainda vive e está forte mesmo diante do ataque serrado de uma elite e setores da grande imprensa covardes, pois não apresentam suas caras e nem suas ideias de forma transparente, e também preconceituosas ao não aceitarem o projeto dos trabalhadores em curso e ainda acharem que o Brasil foi feito para poucos.
Esse projeto se iniciou com a luta e sacrifício de companheiros convictos de que é possível mudar. Mudamos, para melhor, mas ainda não terminamos nossa tarefa.
Companheiros que sofreram antes, durante e depois da existência do PT. Alguns, brutalmente, ficaram no caminho pelos covardes defensores da ordem imposta. Outros persistiram e são vitoriosos.
Vitoriosos porque conquistaram a democracia e nossa liberdade política, porque construíram o maior partido do país com um projeto de transformação social sem igual na história.
Vitoriosos porque enfrentando preconceitos – quantos que nos lêem agora não tinham medo/ojeriza ao PT até recentemente – levaram um trabalhador metalúrgico e sem “estudos” a presidente do Brasil.
Mais, vitoriosos porque fizeram do metalúrgico o melhor presidente que Brasil já teve e porque inverteram a ordem das coisas, fazendo o povo ser o centro das ações, com as políticas sociais e de redução das desigualdades como prioritárias desse projeto.
Vitoriosos porque fizeram com que o Brasil fosse um novo país, um Brasil Para Todos, que, fosse respeitado lá fora, mas que aqui respeitasse seu povo.
Alguns ainda não aceitam esse projeto, mesmo que a maioria do povo, sob as regras democráticas escritas por essa mesma elite, tenha garantido a vitória em três eleições sucessivas, aliás, com a vitória de uma mulher “das armas” sucedendo o metalúrgico.
Por não aceitarem, mesmo não tendo a coragem de virem a público e externar o que pensam, nós atacam a todo instante. Mas não derrotarão. Estamos bem vivos.
Criaram o “maior julgamento da história do Brasil” num julgamento de exceção e que representa isso sim um atentado a nossa Constituição, a todos os princípios de Justiça e à democracia. Aos que não acreditam nisso, peço somente que analisem os fatos ou ainda que tenham a paciência de aguardarem o tempo, pois a história saberá colocar as coisas no seu devido lugar e reparará as injustiças cometidas.
Aos companheiros que sofrem diretamente esse ataque por tudo que representam na construção e vitória desse projeto, e que estão nesse momento novamente presos – já estiveram quando defendiam a liberdade contra os de farda e a elite e a mesma imprensa que os apoiavam – tenham certeza que muitos ainda o admiram por tudo que fizeram e por tudo que ainda farão. Esse momento é passageiro e vocês ainda continuarão a missão do PT de construir esse mundo mais justo.
Genoino, Zé Dirceu, João Paulo, Delúbio, vocês pagam um preço por serem vitoriosos e porque eles sabem que nossa vitória só começou.
Continuem levantando o punho demonstrando nossa força e coragem, pois estamos juntos na construção deste projeto popular.
Viva ao PT!

Compartilhe!

Últimas postagens

Viva o PT

O PT ainda vive e está forte mesmo diante do ataque serrado de uma elite e setores da grande imprensa covardes, pois não apresentam suas caras e nem suas ideias de forma transparente, e também preconceituosas ao não aceitarem o projeto dos trabalhadores em curso e ainda acharem que o Brasil foi feito para poucos

Leia mais »