Por Alencar Santana Braga*
Embora Guarulhos tenha sofrido um baita retrocesso, quando todas as suas quatro estações de trem foram extintas, a volta do trem para nossa cidade começa a virar realidade.
Faz anos que o governo do Estado promete trazer o trem para Guarulhos e outra vez é pauta na cidade, mas coisas concretas começam a aparecer de verdade.
Na semana passada foi anunciado o resultado da licitação para as obras da linha 13 – Jade, que ligará Guarulhos à Zona Leste pela estação Engenheiro Goulart.
Finalmente a voz do povo de Guarulhos começa a ser ouvida e o governo do Estado, em meio a graves denúncias de desvio de dinheiro das obras do Metrô e da CPTM, dá um bom sinal para a cidade.
A Linha 13 terá duas estações em Guarulhos, sendo uma no Parque Cecap e outra no aeroporto. Queremos que haja a extensão da linha até o Bonsucesso, com paradas no Taboão, no Presidente Dutra e no São João. Com isso o trem atenderá melhor a população de bairros mais distantes.
Se a vinda do trem para Guarulhos levará a segunda maior cidade do Estado a um novo patamar de desenvolvimento, imaginem com o metrô. Não há dúvidas de que o trem vai melhorar muito a vida dos guarulhenses, mas também com metrô será ainda melhor. Penso que esse deve ser o próximo passo para enfrentar o desafio da mobilidade urbana na região metropolitana do Estado.
Isso está longe de ser um luxo ou privilégio para os moradores do município. Trata-se de integrar ainda mais os dois municípios e permitir que o trabalhador da nossa cidade, que faz diariamente sua viagem até a Capital, possa desfrutar de um transporte público de qualidade, seguro, rápido e confortável.
Que a mobilidade urbana de Guarulhos, cidade que possui grande importância econômica e política no país, entre nos trilhos o quanto antes. Que venha o esperado trem e em seguida o metrô. Dessa maneira será possível obter melhor qualidade de vida para os usuários do transporte público, que dentre outras coisas, ganhará tempo e chegará mais cedo em casa para ficar com a família.
Já perdemos muitos quilômetros de linhas férreas se levarmos em consideração as últimas denúncias de corrupção nas obras de trem e metrô de São Paulo. A cada 3 km contratados por este esquema denunciado recentemente, o dinheiro equivalente a 1 km foi desviado.
Queremos o trem para Guarulhos, mas que este processo seja concluído com total responsabilidade e transparência com o dinheiro público.
* Alencar Santana Braga é advogado, deputado estadual pelo PT-SP, membro da comissão de transportes e presidente da comissão de infraestrutura da Assembleia.
Destq-Trem-Guarulhos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *