Mercadante disse que nos encontros que Dilma teve hoje com movimentos sociais, entidades e representantes do Legislativo e do Judiciário, houve um entendimento em torno da realização de um plebiscito com foco na reforma política.
“Já amanhã entraremos em contato com Tribunal Superior Eleitoral para verificar as condições materiais para a realização do plebiscito. O objetivo é a brevidade porque qualquer mudança legal se faz sempre até um ano antes da vigência de qualquer eleição.  Então nós temos que fazer isso com bastante objetividade e vamos encaminhar o mais rápido possível, a presidenta vai encaminhar aos presidentes da Câmara e do Senado a proposta do Executivo para a realização do plebiscito após essa consulta”, disse Marcadante.
Segundo Mercadante,  sugestões propostas pela sociedade civil e por entidades ouvidas pela presidenta como a CNBB, a OAB e o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) poderão estar incluídas no plebiscito. De acordo com o ministro, a presidenta ainda esta semana fará reuniões com os líderes da Câmara e do Senado, da base e da oposição, para discutir o plebiscito e quais questões deverão ser incorporadas.
(Blog do Planalto)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *