Um projeto de Jornalismo por Agência Pública
Por: Cartase
 

cartase
++ 10 reportagens investigativas e independentes
++ Você escolhe qual reportagem quer ler e acompanha o passo a passo da pauta até ela ser lançada
Depois de duas edições concurso de Microbolsas para a Reportagem, que distribuiu R$ 32 mil para que vários repórteres pudessem fazer investigações de fôlego sem qualquer censura, a Pública agora quer ampliar o programa. Por isso, convidamos você a apoiar essa iniciativa.
Até agora, conseguimos publicar reportagens como essas:
 
1) Jovens negros na mira de grupos de extermínio na Bahia
2) Um campo de concentração indígena a 200 quilômetros de Belo Horizonte
3) Condomínio Cingapura – com vista para a Copa
4) No coração do latifúndio, uma estaca quebrada
Com a sua participação, vamos fazer muito mais
Vamos distribuir 10 bolsas de R$ 6 mil para que jornalistas investiguem temas de interesse da população: Copa do Mundo, violência policial, corrupção e direitos humanos. Durante a apuração, a Agência Pública vai dar todo apoio para cada repórter ir fundo na investigação. E, depois, vamos acionar nossa rede: todas as reportagens vão ser publicadas por dezenas de sites e jornais em todo o Brasil.
Sim, são 10 bolsas de R$ 6 mil e, para cada real doado, a Omidyar Network, uma fundação formada pelo fundador do E-Bay, irá doar outro real, num esquema chamado “match funding”. Ou seja, no total serão arrecadados R$ 95 mil. Então a conta fica assim:
R$ 60 mil – divididos em 10 bolsas de R$ 6 mil para reportagem
R$ 20 mil – Remuneração total do chefe de reportagem e editor
R$ 9,150 mil – Remuneração total do checador de reportagens (fact-checker)
R$ 5,850 mil – Taxa cobrada pelo Catarse
Total: R$ 95 mil
Simples! Escolha um valor dentre os listados e contribua. Em troca, além da recompensa, você tem a certeza de que colaborou para a ampliação de um projeto que valoriza o repórter e luta pela informação de qualidade e de interesse público. A sua colaboração contribui diretamente para o fortalecimento da imprensa livre, transparente e democrática. E você entra para o nosso conselho editorial!
 
O conselho editorial vai ser formado por todos aqueles que contribuírem com o crowdfunding. Para quê ele serve? Cada conselheiro terá direito a votar em quais pautas devem ser realizadas.
É que o Reportagem Pública não termina aqui no Catarse, ele vai continuar num site que está sendo preparado especialmente para o projeto. Lá serão detalhadas todas as pautas e você vai poder votar e escolher as 10 histórias que deseja ver publicadas. Já tem muita gente afim de sair à rua para investigar! Alguns coletivos, como o EcoLab, Mais Democracia, Coletivo Nigéria e Outras palavras já mandaram suas sugestões. Veja:

Ao final da votação, as 10 propostas mais votadas serão anunciadas e a Pública vai trabalhar junto aos repórteres, até o fim, para que você receba um conteúdo jornalístico de primeira qualidade.
As propostas de reportagem devem ser enviadas através deste formulário, no qual cada repórter vai poder explicar para o público por que sua proposta é importante. As pautas serão pré-selecionadas pela Agência Pública e depois seguirão para votação. Quem decide é a maioria!
 
Preparamos uma lista com as perguntas mais frequentes, leia aqui.
Qualquer dúvida sobre este projeto, fale diretamente conosco: 11 3661-3887 ou no email contato.publica@gmail.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *