Por Rede Brasil Atual
Quarta-feira, 26 de junho de 2013
O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou hoje (26) durante entrevista para o programa SPTV, da Rede Globo, que irá suspender o processo licitatário para as novas concessões de ônibus na cidade até que seja instalado o Conselho Municipal de Transportes. Os atuais contratos, estabelecidos há 15 anos, serão prorrogados.
A medida visa a atender à demanda da população, que quer mais transparência nos processos públicos. Devem participar do conselho usuário do sistema, movimentos sociais e o Ministério Público. “Para ficar tudo em pratos limpos”, afirmou Haddad, acrescentando que vai abrir a planilha dos transportes, uma das reivindicações do Movimento Passe Livre, responsável por convocar os atos que resultaram na revogação do aumento das tarifas de ônibus, metrô e trem.
O prefeito também afirmou que todas as principais avenidas da cidade devem ter até o final do ano 220 quilômetros de corredores exclusivos para os ônibus. Dessa forma, ele pretende contornar o problema da velocidade do modal, considerado o responsável pela piora da avaliação do transporte público na cidade. Desde que assumiu, a prefeitura já implantou faixas preferenciais na Marginal do Tietê e Radial Leste. Na próxima semana, ele deve assinar a contratação de outros 66 km e um corredor deve ser implantado na Marginal do rio Pinheiros. A 23 de Maio, no sentido Praça da Árvore Grajaú, também terá uma faixa para os ônibus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *