Parece que o governo do Estado não quer de fato resolver os problemas do metrô que ocorrem já há alguns anos
Por Alencar Santana Braga*
metrocarraotercaevaldofortunatofut
Ontem (4), nova pane parou a linha 3 por horas, justamente no horário de pico à tarde, e o secretário estadual de transportes diz que grupos organizados criaram tumulto.
Ora, as pessoas passam o dia trabalhando nesse solão de matar, saem do trabalho loucas para chegarem em casa, mas aí chegam no metrô e o mesmo para de funcionar, ainda ficam sem informações e na dúvida se ficam dentro do vagão, se esperam na estação, se tentam outro meio de transporte, enfim, querem uma solução.
Aquele mundaréu  de gente brava,  com certa razão. E todos sabemos que há riscos de tumultos quando estão várias pessoas bravas juntas e o secretário estadual imputar, deu declarações a órgãos da imprensa nesse sentido, eventuais tumultos a grupos organizados, é lastimável.
É um ato de covardia de quem não quer assumir as responsabilidades pelos problemas do metrô. Há anos que o metrô perde qualidade no serviço e que inúmeros problemas ocorrem. Há quanto tempo você escuta falar sobre as panes?
A melhor maneira de se solucionar um problema é admitir a existência dele, portanto, o secretário ao transferir a culpa à outra pessoa demonstra que o governo do PSDB não quer a solução para esse problema que atinge milhares de pessoas todos os dias. Uma pena.
Esperamos que haja maiores investimentos no transporte público e de massa em São Paulo, sem perdermos a qualidade. Mas para isso, será necessária a mudança de comando, pois o Alckmin governa SP por 10 anos e a equipe de transportes é a mesma dos governos anteriores.
* Alencar Santana Braga é advogado e deputado estadual pelo PT-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *