Para ele, o secretário de Transportes Metropolitanos foi mais um tucano que esteve na Assembleia para prestar esclarecimentos e ficou a desejar em suas respostas
Por Daniele Lopes
jurandir fernandes alesp 24092013
Na tarde desta terça-feira (24), as Comissões de Infraestrutura e Transportes da Assembleia receberam o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, para prestar esclarecimentos sobre as denúncias de corrupção nas obras do Metrô e da CPTM, assim como os contratos firmados com a Siemens, empresa ré confessa e delatora do esquema.
Para o deputado Alencar, um dos autores do requerimento convocatório e presidente da Comissão de Infraestrutura, Jurandir foi mais um tucano que esteve na Assembleia para prestar esclarecimentos e ficou a desejar em suas respostas.
“Faltam muitas informações. As respostas não foram claras e demonstraram algumas contradições por parte do governo”, disse Alencar.
Para ele, não há dúvida de que uma CPI precisa ser instalada para apurar melhor o caso. “Estamos diante de um esquema de corrupção bilionária que envolve personalidades políticas do PSDB. Está cada vez mais evidente a necessidade da instalação de uma CPI. Faltam apenas cinco assinaturas, mas infelizmente a base governista é maioria e não quer esta investigação”.
Durante sua explanação sobre as obras da CPTM e do Metrô, o secretário de Transportes, Jurandir Fernandes, lembrou que está discutindo com o deputado Alencar e com o prefeito de Guarulhos, Sebastião Almeida, a extensão do metrô até a cidade. “Já estivemos em outra ocasião com o secretário Jurandir. Pedimos que o metrô chegue a Guarulhos e passe pelo centro da cidade e não apenas nas proximidades da Dutra como aventaram”, afirmou o deputado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *